Beth Coe Maeda

Esmaltes macro-cristalinos

Cristal em detalhe

De beleza inquestionável, os esmaltes macro-cristalinos são fascinantes, perfeitos! Produtos do fogo e da alquimia. A mágica desse processo faz um cristal surgir e crescer, no vidro líquido da alta temperatura - é só uma camada vítrea. Podem ser coloridos com delicadas formas, quase magia, que transcende meras expectativas técnicas. Um vidrado com cristais aguça o imaginário.

O crescimento do cristal começa com o desenvolvimento de uma "semente" cristalina ou ponto de nucleação, um grão minúsculo de mineral onde o macro-cristal se formará - nasce dentro de um vidro que possui uma lógica química, liquefeito pela alta temperatura. Os cristais se formam em processo de calor e esfriamento - temperatura e pressão - a posição e o tamanho deles não se repetem. As moléculas se movem ao acaso, moléculas tridimensionais se organizando para imitar a natureza.

São esmaltes especiais e muito instáveis, de inesperados efeitos, que não conseguimos reproduzir exatamente.

As formações cristalinas podem ser arredondadas como flores, pontiagudas como agulhas, variando-se a temperatura. É um esmalte que causa surpresa toda vez que abrimos um forno. Às vezes brilhantes, ora opacos, algumas vezes nenhum cristal.

Não há maneira de se controlar totalmente forma e crescimento e isso torna a queima emocionante. Mesmo que uma seja exatamente igual à outra, ainda assim, tudo pode sair diferente a cada vez.

Alguns dizem que os esmaltes cristalinos já existiam no século XII entre os esmaltes japoneses e coreanos como os do Oilspot e do Kaki. Em meados de 1800 eram considerados acidentes do fogo e não provocavam interesse, pois o índice de perdas era muito grande.

Na Europa citam um começo no século XIX, em Sevres - França. Já no início do século XX, esses esmaltes com efeitos, rejeitados pela indústria, passam a ser desenvolvidos por artistas da cerâmica em seus ateliês. Estes ceramistas/alquimistas surpreenderam o mundo com trabalhos, então contemporâneos, de rara beleza, tendo até obras adquiridas por museus e colecionadores.

Perseverança e paciência fazem parte do dia-a-dia do ceramista. Momentos muito especiais vão surgindo ao longo dessa dedicação, alguns de grande alegria, mesclados aos de desapontamento. Porem, pequenas mudanças podem trazer efeitos profundos nos resultados da próxima queima...

Cristal em detalhe
Cristal em detalhe